top of page

O bioma da caatinga e os desafios do sertanejo entra em debate dia 28 de novembro, no IGHB

“O bioma da caatinga e os desafios do sertanejo” é tema de palestra que acontece na sede do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, no dia 28 de novembro/23, às 17h. Integram o encontro, o palestrante e professor Fábio Nicory, e os mediadores Ricardo Nogueira, Luciano Lopes e Jonathas Gusmão.


Durante a explanação, o especialista vai destacar que a caatinga é um bioma exclusivamente brasileiro e predominante na região Nordeste do país. É caracterizado por grande riqueza na fauna e flora, formada e adaptada durante milhões de anos, de acordo com as condições e da foclimáticas.


A ocupação humana no bioma é antiga e comprovada em achados arqueológicos, sendo estimada em milhares de anos. Nos últimos séculos, a partir do processo de colonização dos europeus, o semiárido nordestino vem sendo ocupado por atividades extrativistas e agropecuárias, com ampla atividade humana no território e progressivas alterações antropológicas. A degradação, a exploração predatória e a falta de gestão regenerativa da caatinga contribuem com um índice de desenvolvimento humano insatisfatório e com o êxodo rural histórico.


O sertanejo é parte fundamental do complexo sistema de gestão do bioma e essencial aos projetos de regeneração do ecossistema, com reflexos nas comunidades rurais e urbanas do século XXI. Nesse contexto, projetos público-privados voltados ao desenvolvimento das comunidades rurais integradas ao bioma podem contribuir com o desenvolvimento.


O IGHB é uma das instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). Funciona de segunda a sexta, das 13h às 18h.




Comments


Pesquisa online[.png
Youtube.png
Facebook.png
instagram ighb.png
bottom of page