top of page

IGHB celebra o Dia do Geógrafo com uma homenagem a Theodoro Fernandes Sampaio, dia 28 de maio

Para celebrar o dia do Geógrafo (29 de maio), o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia promove a mesa-redonda em homenagem ao cientista e intelectual, “Theodoro Sampaio: geografia e história”, que vai acontecer no dia 28 de maio de 2024 (terça-feira), às 14h30, na sede da instituição (Piedade). O encontro é gratuito e terá as participações do professor e ex-reitor da Uefs, Dr. José Carlos Barreto de Santana, do professor do IFBA, Dr. André Nunes, além dos professores Dr. Jémison Santos e o geógrafo Luciano Lopes, membros do Setor de Geografia do IGHB. O evento ainda conta com a apresentação musical do ilustre Rodolfo Alves Neto.

 

O Setor de Geografia vem promovendo diversas atividades presenciais e virtuais, com a proposta de analisar aspectos fundamentais que estruturam e dinamizam o Estado da Bahia, na perspectiva de contribuir para aprofundar a compreensão das demandas socioespaciais/territoriais, apresentando possibilidades e encaminhamentos que auxiliem a superação dos principais desafios contemporâneos. Para o segundo semestre deste ano, segue-se em construção uma exposição visando homenagear e disseminar informações sobre a vida e obra de Theodoro Sampaio, que será instalada no Panteon do Instituto.

 

O arquivo particular do engenheiro Theodoro Sampaio (como as dezenas de cadernetas de campo) e sua urna funerária estão depositados no IGHB. Theodoro Sampaio foi quem realizou a mais completa pesquisa a respeito do Rio São Francisco e sobre o sertão baiano. Estas pesquisas serviram de subsídios para Euclides da Cunha, de quem era amigo pessoal, escrever “Os Sertões”, livro épico que descreve o ambiente geográfico, aspectos antropológicos e os episódios da Guerra de Canudos. O próprio título da obra prima da literatura brasileira foi escolhido por ambos, na casa de Theodoro Sampaio.


Theodoro Fernandes Sampaio, linguista, cartógrafo, etnógrafo, geógrafo, historiador, arqueólogo, engenheiro, nasceu dia 7 de janeiro de 1855 no Engenho Canabrava, município de Santo Amaro. Era filho da escrava Domingas da Paixão do Carmo e do padre Manuel Fernandes Sampaio. No Rio de Janeiro estudou humanidades no colégio São Salvador e diplomou-se em engenheiro civil pela Escola Politécnica, em 1876. Lecionou Matemática, Filosofia, História, Geografia e Latim. Em 1904 desenvolveu e publicou vários estudos científicos. Escreveu importantes livros como História da Fundação da Cidade da Bahia e o Tupy na Geografia Nacional. Foi presidente do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (1923-1936). Faleceu em 1937.

 

O IGHB funciona de segunda a sexta, das 13h às 18h. Mais informações no site www.ighb.org.br




ความคิดเห็น


Pesquisa online[.png
Youtube.png
Facebook.png
instagram ighb.png
bottom of page