IGHB sedia apresentação do Festival Literário Internacional de Itaparica nesta sexta (29) de julho


A importância histórica de Maria Felipa na batalha da Guerra de Independência da Bahia será fonte de inspiração para a primeira edição do festival Itaparica Literária. O evento que acontece de 01 a 4 de setembro irá abordar a importância dos 200 anos da Batalha do Funil. O lançamento acontece no próximo dia 29 de julho, no Instituto Geográfico e Histórico, às 10h.


Na mesa de lançamento o prefeito Zezinho Oliveira, o Secretário de Turismo e Cultura, André Reis, o curador Paulo Gabriel Naccif, os donos da Cali Literária, Aurélio Shumer e Jomar Lima e o palestrante Jorge Ramos.

O festival acontecerá tem a realização da Cali Cachoeira Literária em parceria com a Prefeitura Municipal de Itaparica, por meio da Secretaria de Turismo e Cultura e contará com o apoio do estado da Bahia.

Itaparica Literária – Festival Literário Internacional de Itaparica será realizado, em sua primeira edição, no período de 01 a 04 setembro de 2022, em parceria com a prefeitura Municipal de Itaparica e CALI Cachoeira Literária, a mesma realizadora da FLICA (Festa Literária de Cachoeira). O festival terá como homenageado Maria Felipa, importante mulher heroína Itaparicana.


O evento acontecerá nos espaços do largo da Kitanda, salão Tupinambá e jardins, Igreja do Santíssimo e prédio do Centro do Artesanato. Na programação apresentações artísticas, encontros, bate-papo, intervenções urbanas, lançamento de livros, dentre outras atividades. Serão quatro dias com grandes nomes baianos.

Festival Literário Internacional de Itaparica tem como convidado para a curadoria, o ex reitor da UFRB e atual presidente do Conselho Estadual de Educação da Bahia, professor Paulo Gabriel Naccif.


A Cali é uma produtora baiana detentora da marca FLICA e realizadora, ao lado da produtora iContent, das edições da Festa Literária Internacional de Cachoeira. Em atividade desde 2013, é focada na produção de eventos literários.


Itaparica é situada ao norte da Ilha que possui o mesmo nome, localizada no coração da baía de Todos os Santos, a vinte quilômetros de Salvador. A cidade possui uma grande diversidade de bens naturais, a exemplo de manguezais, praias, fontes hidrominerais, e mata atlântica, além do rico patrimônio cultural, como terreiros de religiões de matrizes africanas, igrejas barrocas, fortificação do século XVII, grupos culturais, e festas tradicionais religiosas além de populares mantidas vivas.


O local apresenta especificidades culturais que inspiraram o escritor itaparicano de renome internacional João Ubaldo Ribeiro no seu livro “Viva o povo brasileiro. O Festival vem com a homenagem a Maria Felipa, heroína brasileira na participação da Luta da Independência do Brasil na Bahia e em especial em Itaparica no 07 de janeiro de 1823.


Fonte: Secretaria de Cultura de Itaparica/Bahia




Pesquisa online[.png
Youtube.png
Facebook.png
instagram ighb.png