Avenida Joana Angélica, 43 - Piedade - Salvador - BA - CEP 40.050-001 Fones: (71) 3329-4463 / 3329-6336  - Email: ighbahia@gmail.com

IGHB - Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.

Curso História da Bahia 2018

17/08/2018

 

 

 

 

A Lei 13.697/2018, publicada no Diário Oficial da União, em julho, inscreve no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria os nomes de Maria Quitéria de Jesus Medeiros, Sóror Joana Angélica de Jesus, Maria Felipa de Oliveira e João Francisco de Oliveira (João das Botas), mártires da Independência da Bahia, ocorrida em 2 de julho de 1823. A proposta foi uma iniciativa da senadora Lídice da Mata (PSB - BA), do senador licenciado Walter Pinheiro (PT-BA) e do ex-senador João Durval (PDT), com origem no Projeto de Lei do Senado (PLS) 535/2011, aprovado em 2015 na Casa e em 2018 na Câmara dos Deputados.

 

Para debater este e outros temas ligados a nossa Independência, o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia está com inscrições abertas para o curso História da Bahia. As aulas serão ministradas pela professora Antonietta D´Aguiar Nunes, nos meses de outubro (22 a 26) e novembro (19 a 23), sempre das 14h às 18h, com carga horária de 40 horas e investimento de R$ 100,00 (cem reais).

 

O site para inscrição é www.ighb.org.br – Informações: Avenida Joana Angélica, 43, Piedade, e tel. 71 3329 4463 (das 13h às 18h). 

 

Sobre a instrutora: Graduada em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Mestre e Doutora pela Universidade Federal da Bahia, onde também lecionou a disciplina de História da Educação. Atuou como Historiógrafa do Arquivo Público do Estado da Bahia entre 1981 e 2001. É instrutora, desde 2011, do Curso História da Bahia.

 

O IGHB é uma das instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA).

 

LInk de inscrição

https://www.eventbrite.com.br/e/curso-historia-da-bahia-2018-tickets-49224050460

 

Programação do curso:

 

OUTUBRO

22 - Pré História Brasileira e baiana. Indígenas que aqui viviam. 

PWP: Pré-História Bahia 82 quadros /Índigenas na Bahia 95 q  - 177 q

23 – Descobrimento do Brasil na Bahia, escambo do pau brasil; expedições exploradoras e guarda-costeiras. Capitanias hereditárias baianas em todo o sec. XVI: Todos os Santos, Ilhéus, Porto Seguro, Itaparica e Tamarandiva, Paraguaçu e Sergipe d´El rei. Governo Geral. Fundação de Salvador. Criação do bispado do Brasil. 

PWP: Capitanias hereditárias baiansa 93 q / Governo Geral do Brasil até 1580 – 59 q  -190 q

24 - Primeiros engenhos. Administração municipal. O século XVII baiano. Açúcar como principal gênero no Recôncavo. A expansão pecuária: casas da Torre e da Ponte. 

PWP: Açúcar principal gênero 73 q / Econ. subs: escravos/fumo. Paralela: baleia 63 q / Ecom,subs. Fumo/mandioca 39q

25  - Os jesuítas e seu sistema educacional:

A – com os índios e negros 47 q

B – colégios urbanos 48 q

C – destacados jesuítas 49 q 

26 - Ocupação holandesa em Salvador. Defesa da Bahia secs. XVI e XVII. Criação do Arcebispado. O sec. XVIII baiano. Ouro em Rio de Contas e Jacobina. Novo plano de fortificação da cidade (João Massé, 1714). Sínodo diocesano, novas freguesias, Padroado. Igrejas e solares do período barroco baiano. 

PWP: Defesa de Salvador: 54q HolandesesBa 42 q Exploração aurífera 42 q Barroco 54q 

 

NOVEMBRO

19 - Anseios de liberdade: a revolução dos alfaiates ou dos búzios. Rebeliões escravas da 1ª metade do sec. XIX. Revolução dos Malês.. Vinda da Família Real para o Brasil e sua passagem pela Bahia PWP: Anseios de liberdade negros – 55 q 220 anos Revo.Buzios-38 q; Vinda da Família Real – 78 q 

20 – Formação universitária na Bahia. Rebeliões constitucionalistas. Luta pela expulsão dos portugueses na Bahia.  Sabinada. Criação do Liceu Provincial e da Escola Normal. Fontes Públicas. Seminário diocesano. Reformas de igrejas para o estilo neoclássico. 

PWP: Anseios de liberdade – brancos, 34 q. Formação universitária na Bahia. 28q, Luta pela expulsão dos portugueses – 81 q. Bahia no reinado de Pedro |I- 33 q

21 - A província da Bahia na segunda metade do sec. XIX. Cholera Morbus. Novos melhoramentos urbanos: chafarizes, iluminação a gás, estradas, elevador da Conceição. Movimentos Abolicionista e Republicano. 

PWP: Bahia na Regência 40 q; Ba gov Pedro II – 76 q Abolicionismo e Questões Militar e Religiosa 25 q; Neoclacissismo e Neogótico 69 q;

22 - A Bahia republicana. Separação da Igreja e Estado. O episódio de Canudos. Advento da prosperidade cacaueira. Desenvolvimento de indústrias e movimentos grevistas. Bombardeio de Salvador e sua remodelação. A “involução” baiana.

PWP: BaRep1889-1912 – 85 q Economia cacaueira 50; BaRep 12-1930 – 71

23 – A revolução de 1930 e a chamada Era Vargas. Isaias Alves e sua atuação na Bahia. A Redemocratização de 1946, constituição estadual, governo Otávio Mangabeira e a atuação de Anísio Teixeira. Desenvolvimento baiano: CPE, descoberta e exploração do Petróleo, Centro industrial de Aratu, Pólo Petroquímico de Camaçari 

PWP:BaRep1930-45 -77 q; BaRep1945-64 -92 q; BaRep 1964-85 – 87 q 

 

Please reload

Horário de funcionamento do IGHB

 

Visitação: de segunda a sexta, das 13h às 18h

 

Biblioteca: de segunda a sexta, das 13h às 18h

 

Arquivo: de segunda a sexta, das 13h às 17h

 

Administrativo: de segunda a sexta, das 13h às 18h